Fale Conosco pelo MSN ou Skype

 19 DE AGOSTO DE 2018

Email
HOME
QUEM SOMOS
Capacitação
Consultoria
PESQUISAS
NOTÍCIAS
Editorial
Destaques
Artigos / Entrevistas
Logística
Trânsito
Multimodalidade
Empresas
Comex - Mundo
Economia
Mercosul / Cone Sul
Tecnologia
Política
Legislação
Eventos e Cursos
Agência Intelog
ASSINE GRÁTIS
TODAS EDIÇÕES
INTELOG WIDGET
INTELOG TICKER
RSS
Entre em Contato
Tornar página inicial
Adicionar aos favoritos
Mapa do Portal
Recomendar
Imprimir esta página
Translate This Page

  Tempo



 

  Ferramentas

Calcule o tempo e as rotas para sua viagem
Show My Street - Passeio virtual pelas ruas do mundo
Flightradar 24 - Tráfego Aéreo em Tempo Real
Dados e Informações de Todos os Países do Mundo - IBGE
Veja a hora em tempo real no mundo todo - TimeTicker.com
Leia jornais de todo o planeta - Newseum.org

  19/08/2018   Internet das Coisas para Logística em debate - A Noruega cada vez mais investe no Brasil e a Tecnologia é uma das áreas de interesse. Há ...     19/08/2018   Parte I - Ruínas do Valongo - A missão - Lá se vão mais de 125 anos desde que o primeiros metros de cais do Porto Organizado de Santos re...     19/08/2018   A Arca de Noé do século XXI - A falsa polêmica sobre existir ou não mudança do clima no planeta é assunto que já aborrece os especialista...     19/08/2018   Conexão Caxias – século XXI - Mobilidade e conectividade são critérios essenciais para avaliar a qualidade de vida que uma cidade proporc...     19/08/2018   Greve dos caminhoneiros deixou bomba-relógio. Qual presidenciável vai desarmá-la? - Paralisação de maio escancarou a dependência do Brasi...     19/08/2018   A imprensa precisa fomentar discussões de políticas públicas de transporte com nossos candidatos - Vejo todos os dias notícias sobre tran...     19/08/2018   Trem do serviço turístico Rio-Minas chega a Três Rios - Nesta quarta-feira, 15 de agosto, chegou a cidade de Três Rios o Trem Turístico R...     19/08/2018   Workshop “Redução de custos na logística – Transporte marítimo e portos” - O Portogente realiza em São Paulo, no próximo dia 5 de setembr...     19/08/2018   China vai investir mais US$ 10 bi em ferrovias para estimular economia - PEQUIM – Pequim planeja aumentar os gastos com a construção de f...     19/08/2018   MRS Logística lança cartilha de prevenção de acidentes ferroviários - A empresa MRS Logística S.A está distribuindo cartilhas aos pedestr...  
Translate to EnglishTraducir al EspañolÜbersetzung der Deutschen意大利語翻譯Traduit en FrançaisTraduci in Italiano

Clique para ampliar

15/04/2018

Diesel da Petrobras tem maior valor da nova era dos reajustes

Economia

Translate to EnglishTraducir al EspañolÜbersetzung der Deutschen意大利語翻譯Traduit en FrançaisTraduci in Italiano

Nota

?

0 votos

O preço médio do diesel vendido pela Petrobras a distribuidoras de combustíveis atingiu nesta quarta-feira seu maior valor desde meados de 2017, no embalo do movimento do barril do petróleo no mercado internacional, que opera a cerca de 72 dólares, marcando uma máxima desde dezembro de 2014.

O diesel, combustível mais consumido no Brasil, está sendo comercializado nas refinarias da empresa nesta quarta-feira ao valor médio de 1,9169 real o litro, após alta de 2,3 por cento ante o valor cobrado no dia anterior, segundo dados da Petrobras.

É o maior valor do diesel desde que a empresa começou a reajustar preços quase que diariamente, em 30 de junho de 2017, seguindo os valores do mercado internacional, em busca de rentabilidade. Entretanto, a alta acumulada em abril é de apenas 1,5 por cento.

“Hoje, quando o mercado de petróleo oscila, isso é repassado diretamente para a conta. Então você vai ter um aumento naturalmente”, disse o sócio da GO Associados Fernando Marcato, destacando que em anos passados a Petrobras subsidiava os preços dos combustíveis, amargando prejuízos bilionários, ao segurar reajustes.

Já o preço médio da gasolina da empresa nas refinarias atingiu 1,6833 real o litro, alta de 2,4 por cento ante terça-feira. É o maior nível desde 3 de janeiro, quando o combustível fóssil foi comercializado a 1,6917 real o litro. Em abril, a alta acumulada é de 0,3 por cento.

Enquanto isso, o petróleo tipo Brent, referência global, operava a 72,08 dólares o barril, com alta de 1,5 por cento na sessão, por volta das 14h55 (horário de Brasília).

A política de preços da Petrobras para a gasolina e o diesel vendidos às distribuidoras tem como base o preço de paridade de importação, formado pelas cotações internacionais destes produtos mais os custos que importadores teriam, como transporte e taxas portuárias, por exemplo.

“Uma das causas é certamente o aumento do preço do petróleo, batendo os 72 dólares o Brent. A taxa de câmbio também está ajudando um pouco, batendo quase 3,42 reais… principalmente de sexta-feira para cá, que aumentou”, disse o analista de petróleo da Tendências Walter De Vitto, apontando que a desvalorização do real ante o dólar eleva a paridade de importação.

Tensões geopolíticas, como o possível retorno de sanções comerciais contra o Irã, um grande produtor de petróleo, assim como tensões entre EUA e Oriente Médio são citados como fatores de pressão para os preços do petróleo.

Procurada, a Petrobras não comentou imediatamente o assunto.

IMPACTOS NOS POSTOS
Os preços da gasolina e do diesel aos consumidores finais também estão por volta de máximas.

No entanto, os valores da Petrobras são apenas uma parcela dos preços cobrados nos postos de combustíveis. O valor na bomba incorpora tributos e repasses dos demais agentes do setor de comercialização: distribuidores, revendedores e produtores de biocombustíveis, entre outros.

Além disso, antes de serem vendidos nos postos de combustíveis, a gasolina e o diesel sofrem misturas com etanol anidro e biodiesel, respectivamente.

Na semana passada, o preço médio do diesel bateu também um recorde nominal dos postos de combustíveis, a 3,396 reais o litro, segundo os dados mais recentes da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), cuja série histórica não leva em conta a inflação.

Já o preço médio da gasolina nas bombas atingiu na semana passada 4,217 reais o litro, próximo da máxima nominal de 4,221 reais o litro, registrada na semana entre 28 de janeiro e 3 de fevereiro.

Marcato, da GO Associados, destacou que os elevados preços nos postos decorrem ainda de um aumento de tributos dos combustíveis (PIS/Cofins) em meados do ano passado.

Devido à sensibilidade do tema para a população, integrantes do mercado de combustíveis, como Petrobras e a Associação Nacional das Distribuidoras de Combustíveis, Lubrificantes, Logística e Conveniência (Plural), contrataram propagandas em diversos meios para justificar a alta dos preços.

“A Plural (ex-Sindicom) está fazendo campanha na TV, dizendo que o problema do posto, da gasolina, é imposto. Fizeram um jogo de palavras…”, disse Marcato.

Os preços da gasolina nos postos, por sua vez, poderiam sofrer uma queda nas próximas semanas, com a entrada da safra de cana no centro-sul, uma vez que o combustível recebe 27 por cento de etanol anidro —isso dependendo do peso da sazonalidade para o mercado.

O valor médio do etanol hidratado nos postos do Brasil, no entanto, segundo a ANP, ainda registrou um recorde na semana passada, a 3,055 reais o litro —o repasse do preço dos produtores não costuma ser imediato.

Fonte: Reuters

 

Por REUTERS

 

Qual a sua avaliação?

0 Comentários - Faça o seu comentário

Voltar

Compartilhar

Clique para ampliar

Leia Também

Leilão da Amazonas Energia é remarcado para 26 de setembro

Redução em tarifa de pedágio na BR-040 começa a valer a partir de hoje

Antaq deve mudar sistema usado para reajustar tarifas

Petrobras vê risco de desabastecimento de diesel com nova fórmula proposta por ANP para subsídio

ANP aprova pagamento de subsídio ao diesel a mais duas empresas

Internet das Coisas para Logística em debate

Parte I - Ruínas do Valongo - A missão

A Arca de Noé do século XXI

Conexão Caxias – século XXI

Greve dos caminhoneiros deixou bomba-relógio. Qual presidenciável vai desarmá-la?

Mais...

 

Este site possui suporte ao formato RSS



Notícias em Tempo Real

   

Google
Pesquisa personalizada

       

 Powered by CIS Manager - Desenvolvido por Construtiva

Intelog - Inteligência em Gestão Logística